Consumo de álcool aumenta mortalidade e casos de câncer

05/10/2015

 

O consumo de álcool é o terceiro mais importante fator de risco modificável para morte e invalidez. No entanto, ele tem sido associado tanto a benefícios como a malefícios em estudos realizados principalmente em países de alta renda. A presente análise, publicada pelo The Lancet, investigou as associações entre o consumo de álcool e resultados clínicos em uma coorte prospectiva de países com diferentes níveis econômicos em cinco continentes.

 

 

 

Informações de 12 países que participaram do Prospective Urban Rural Epidemiological (PURE), um estudo prospectivo de coorte de indivíduos com idade entre 35 e 70 anos, foram incluídas na análise. Avaliou-se as associações com mortalidade (n=2.723), doença cardiovascular (n=2.742), infarto do miocárdio (n=979), acidente vascular cerebral (n=817), câncer relacionado ao álcool (n= 764), trauma (n=824), admissão em hospital (n=8.786) e um composto desses resultados (n=11.963).

 

Foram incluídos 114.970 adultos, dos quais 12.904 (11%) eram de países de alta renda, 24.408 (21%) eram de países de renda média alta, 48.845 (43%) eram de países de renda média baixa e 28.813 (25%) eram de países de baixos rendimentos. O acompanhamento médio foi de 4,3 anos. O consumo atual de álcool foi relatado por 36.030 (31%) indivíduos e foi associado à diminuição do infarto do miocárdio, mas ao aumento dos cânceres relacionados ao álcool. A alta ingestão de álcool foi associada ao aumento da mortalidade. Comparados aos que nunca beberam, foram identificadas reduções significativas nos riscos dos desfechos compostos para bebedores atuais em países de renda mais alta, mas não em países de renda baixa, para os quais não se identificou reduções nos resultados analisados.

 

O consumo atual de álcool está associado de maneira diversa aos resultados clínicos e associações diferentes por região de acordo com a renda do país. No entanto, foram identificados pontos suficientemente comuns para apoiar as estratégias globais de saúde para reduzir o uso nocivo de álcool.

 

Fonte: The Lancet, publicação online, de 16 de setembro de 2015

Please reload

Posts em Destaque

5 coisas que a ciência já descobriu sobre o protetor solar

December 28, 2018

1/10
Please reload

Últimos Posts
Please reload

Terapêutica Farmácia de Manipulação Ltda

Av. Nove de Julho, 277 - Jardim Apolo | São Jose dos Campos - SP

Horário de funcionamento: Seg - Sex: 08:00 - 18:30 | Sab: 08:00 as 12:30

CNPJ: 47.545.371/0001-12

IE: 645.069.983.111

CMVS: 354990401-477-000122-1-1

Autorização MS/AFE: 0.12968-6

 

FARMACÊUTICA RESPONSÁVEL

Edna Luiza Takai - CRF 27.125

FARMACÊUTICA CO-RESPONSÁVEL

Eulalia Rodrigues Burzelli - CRF 11.392


Unidades Terapêutica

 

São Jose dos Campos - SP

Av. 9 de Julho, 277 - Jd. Apolo

Av. Adhemar de Barros, 1133 - Vila Adyana

Av. Cassiano Ricardo, 319 - Jd. Aquarius

Av. Andrômeda, 1429 - Jd. Satélite

Rua Rubião Junior, 106 - Centro

Jacareí - SP

Rua Antônio Afonso, 415 - Centro
 

Atendimento ao Cliente

SAC: (12) 3946-6911

Whats App: (12) 99636-3337

orcamento@farmaciaterapeutica.com.br 

Pesquisa de Satisfação

Conte como foi o seu atendimento.

www.farmaciaterapeutica.com.br/pesquisa

© 2019  Terapêutica Farmácia de Manipulação